Mostrando postagens com marcador Livros. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Livros. Mostrar todas as postagens

[Personagem da Vez] Magnus Bane


Vamos ser sinceros, com a chegada do Dia das Bruxas, é impossível não pensar nos personagens repletos de mágica que nos encantam não é mesmo? E como nesse post vamos falar de um personagem que aparece em livros, séries e filmes, oss gifs vão mesclar cenas dos dois atores que trouxeram ele para o mundo real.

Magnus Bane por Godfery Gao
Magnus Bane é um personagem da série de livros Os Instrumentos Mortais de Cassandra Clare, foi representado por Godfrey Gao no filme Os Instrumentos Mortais: Cidade dos Ossos de 2013 e por Harry Shum Jr na série Shadowhunters produzida pela Netflix em 2016.

Magnus também é conhecido como o Alto Feiticeiro do Brooklyn, embora tenha aparência de 20 anos, ele já viveu mais de quatro séculos, o que fez dele uma pessoa sábia e cuidadosa com os outros, sua vida está frequentemente entrelaçada à dos Caçadores de Sombras e Seres do Submundo.

Magnus Bane por Harry Shum Jr
Magnus com uma aparência comum exceto por seus olhos, é filho do Príncipe do Inferno Asmodeus e de uma mulher de descendência holandesa e indonesiana.

Magnus foi criado em uma fazenda por sua mãe e o marido dela, e com isso ele sempre teve muito amor em sua vida, até o momento em que a marca de feiticeiro de Magnus se desenvolveu o que fez ambos terem medo dele, não demorou muito tempo para que sua mãe fosse encontrada no celeiro, e aos 10 anos Magnus sobreviveu a uma tentativa de assassinato feita por seu próprio padrasto, mas ao invés do feiticeiro morrer afogado como o homem esperava, ele sim foi queimado.

Depois disso Magnus foi criado pelos Irmãos do Silêncio em Madrid, a partir dessa época ele ajudou algumas pessoas e com isso acabou fazendo grandes amigos para toda sua vida.

Não se sabe ao certo quando e como Magnus tomou conhecimento sobre quem era seu pai, mas depois de descobrir quem era não demorou muito para que o feiticeiro - sabendo da influência do pai - usasse seu poder para o próprio bem.

Por ter uma incrível habilidade e poder, não demorou muito tempo para que Magnus começasse a cobrar por seus feitiços - mesmo antes de se tornar um feiticeiro totalmente desenvolvido.

Antes mesmo dos 20 anos ele começou a mentir sobre sua idade, afirmando já ter vivido centenas de anos e tendo conhecido grandes figuras históricas, desde imperadores até oráculos, para conseguir uma maior confiança de seus clientes.

Mesmo sendo um ser imortal, Magnus já se apaixonou por um humano, e viveu ao lado dessa pessoa durante toda a sua vida humana e mesmo após 30 anos da morte dessa pessoa ele ainda sofria, não que tenha superado a dor, mas ela passou a ser considerada tolerável.

Com isso é fácil perceber que Magnus por vezes estava viajando por alguma parte do mundo, incapaz de parar em algum lugar, em conversa com uma amiga feiticeira ele comentou sobre essa perda e ouviu a feiticeira lhe confessar que o primeiro amor é sempre o mais difícil de superar.

Magnus mantém a sua aparência desde os 19 anos, é descrito como muito alto e magro, com pele marrom com braços levemente musculosos e uma polegada mais alto que Alec, não possui umbigo.

Ainda é notado como tendo uma aparência um pouco asiática por seus olhos - que são descrito como verdes, mas a sua marca de feiticeiro também é nos olhos, eles ficam como olhos de gato verde-amarelados com pupilas verticais - um pouco puxados.


Dono de cabelos negros que normalmente estão espetados, mas isso já mudou muito ao longo dos séculos - variando de reto e no comprimento do ombro, até curto e espetado - brilhantes e coloridos, usa todos os tipos de maquiagem, como brilho ao redor dos olhos, batom e esmalte.

Ele gosta de exibir sua sexualidade, vestindo calças de couro de arco-íris e outros acessórios chamativos - como um turbante azul e brilhante - por conta dessas roupas extravagantes e chamativas, é visto por algumas pessoas como estranho e único.

Já tem um livro que foi escrito sobre o personagem, e sejamos sinceros, é bem interessante, vale a pena...


[Personagem da Vez] Harry Potter


Se tem uma coisa que nunca vai mudar é o fato de sempre acabarmos nos apegando de alguma forma a um personagem - seja ele de livro, filme ou série - como o dia das bruxas está chegando não poderíamos deixar de falar do bruxo que conquistou gerações e sejamos sinceros, você também queria que tivesse chegado uma carta de Hogwarts para você. Afinal, quem nunca quis pegarr o expresso, jogar quadribol, se encantar com os banquetes do castelo, comer feijõezinhos de todos os sabores e sapode de chocolate? Tudo bem que algumas dessas coisas podem ser feitas hoje em dia, mas ainda sim, falta um pouco de mágica nisso não é mesmo?

Um olhar geral sobre o personagem

Harry Potter, é um personagem da saga que leva o mesmo nome, ele é fruto do casamento de dois outros bruxos Lily Evans e James Potter, tendo nascido no dia 31 de Julho de 1980 em Godric's Hollow, sendo também um dos bruxos mais famosos de todos os tempos. Os pais de Harry foram assassinados por Lord Voldemot quando ele ainda era um bebê, mas ele sobreviveu, se tornando famoso no mundo bruxo por ser a única pessoa a sobreviver a maldição imperdoável da morte.

Com a morte dos pais e tendo sobrevivido à maldição não seria difícil encontrar alguém que quisesse cuidar de Harry, mas ele iria crescer em um mundo onde todos sabiam sua história melhor do que ele mesmo, por isso ele foi morar com sua tia Petúnia, o marido e o filho. Mas morar na casa de outras pessoas não é algo fácil mesmo que seja da família, Harry nunca foi tratado como parte da família, era como um peso para os Dursley, mas Harry cresceu sem nem mesmo imaginar que existia um mundo bruxo, até os seus 11 anos quando tudo em sua vida mudou.

Como ele realmente parece

Todo mundo que assistiu o filme vai se lembrar de Daniel Radcliffe, o ator que deu vida ao personagem das telonas e que acompanhamos crescer no decorrer dos filmes.

Mas as descrição que temos de Harry nos livros é de um garoto magro, dono de olhos verdes - característica herdada da mãe -, cabelos negros e constantemente bagunçados, dono de uma cicatriz em forma de raio na testa - única marca do que de fato aconteceu quando os pais morreram -, no decorrer temos uma descrição rápida de como Harry se desenvolveu durante a adolescência.

A infâcia complicada

Quando Harry foi deixado à casa dos Dursley, não havia muita coisa, só uma carta que explicava o que havia acontecido e dizia que eles deveriam cuidar do garoto até que ele completasse 17 anos. A vida de Harry nos 11 anos que se seguiram não foi nada fácil, os Dursleys sempre tiveram ódio a qualquer tipo de anormalidade - principalmente a magia - decidindo que apagariam qualquer vestígio de magia de Harry, por isso todas as vezes que o garoto comentava que algo estranho havia acontecido com ele, o garoto era chamado de louco.

Os primeiros 11 anos de vida de Harry foram bem tristes e humilhantes, enquanto a vida do primo era repleta de mimos. Harry dormia em um armário debaixo da escada, vestia roupas velhas e enormes - que não cabiam mais em seu primo - e tinha que lhe dar com a indiferença e vergonha dos tios, sempre que alguma visita importante Harry era obrigado a ficar dentro do armário.

Enquanto Duda recebia mimos e presentes dos pais, Harry tinha que aguentar castigos injustificáveis e desumanos, como ficar sem se alimentar por dias. Quando veio a primeira carta endereçada a Harry os Dursley procuraram de toda forma esconder e destruir aqui, mas as carta continuavam a vir, oq ue fez com que eles saíssem de casa e se isolassem em uma ilha no meio do mar, mas que não serviu para impedir Hadrig de chegar a Harry e lhe contar a verdade, e mesmo sobre protestos e a negação do tio, Harry foi para seu mundo e veio a descobrir que mesmo não tendo os pais presentes, eles haviam pensado em seu futuro e lhe deixado uma boa quantidade em dinheiro.


O aluno Harry Potter

Harry Potter foi aluno de Hogwarts nos anos de 1991 a 1997, pertenceu a Grifinória, e foi um bom aluno de forma geral, ams mostrou uma enorma habilidade para o Quadribol desde o seu primeiro ano, se tornando o apanhador - mesma posição em que James jogava - mais jovem da história do esporte.

Desde o seu primeiro ano em Hogwarts, Harry teve alguns problemas, por vezes ele e seus amigos acabavam envolvidos em todas as confusões que aconteciam na escola, mas sejamos sinceros, não que eles procurassem a confusão, mas pareciam ser um grande atratido para tudo que acontece de errado.

A pior matéria de Harry por muito tempo pareceu ser Poções, talvez não pela matéria em si, mas por não se dar muito bem com o professor, em contra-partida Harry se mostrava um ótimo aluno em Defesa Contra as Artes das Trevas.


PARÓDIA | SUA VARA


Não tem como negar que os fãs de Harry Potter são bem criativos, não importa se o livro foi lançado hoje e a 20 anos atrás, sempre vai ter algo novo feito por eles que vai estar bem divertido e o melhor, atualizado mas sem fugir da história.

O vídeo Sua Cara do Major Lazer com Anitta e Pabllo Vittar deu muito o que falar para muita gente, é fácil encontrar reacts do clipe, e até mesmo muitas paródias, mas nenhuma foi mais bem feita do que as dos fãs de Harry Potter, se você não viu ainda vem assistir - ou reassistir - a paródia Sua Vara com a gente...



Harry Potter completa 20 anos de história


O livro foi lançado oficialmente no dia 26 de julho de 1997 após ser rejeitado por diversas editoras se tornou um fenômeno através de uma oportunidade dada pela editora Bloomsbury, sua primeira tiragem teve apenas 500 cópias. 

No filme Magia Além das Palavras é possível ver um pouco do processo da escrita deste livro, é um conto independente não autorizado que conta toda a trajetória de JK Rowling desde sua infância ao lançamento do primeiro filme. 

Harry Potter e a Pedra Filosofal foi criado durante uma viagem de trem entre Londres e Manchester, e desenvolvido a maior parte do tempo em um café, a história de JK é inspiradora, deixando uma mensagem de nunca desistir dos nossos sonhos, quando criança já sentia o desejo de ser escritora, quando adulta estudou francês e se mudou para Portugal onde dava aulas de inglês, lá casou-se com o pai da sua primeira filha que ainda recém nascida acompanhava a mãe durante a escrita. 

Resultado de imagem para harry potter e a pedra filosofal  gif

A saga Harry Potter se tornou uma das histórias mais lucrativas de todos os tempos, foi traduzido para 73 idiomas e conquistou o publico jovem, infantil e adulto. 

Está autora conseguiu transformar a vida de milhares de pessoas tornando o consumo de livros um vicio, prova disto foi que quando Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban foi lançado no Reino Unido em 1999, foi marcado para às 15h45 para evitar que as crianças e adolescentes faltassem de aula para buscarem uma cópia. 

Mesmo após 20 anos os livros continuam fazendo muito sucesso, está data está sendo especial não só para a autora mas também para os fãs, no Twitter a Tag ficou no topo dos assuntos e o Facebook ofereceu aos fãs uma presente especial onde ao digitar Harry Potter ou o nome de uma das quatro casas (Gryffindor, Slytherin, Hufflepuff, Ravenclaw) aparece um efeito especial. 

Imagem relacionada

Vamos comemorar este dia, a dica é fazer aquela maratona com os filmes e reler as histórias, garanto que sempre será magico, e você ai que ainda não recebeu  a sua carta de Hogwarts não fique triste, vira e mexe tem boatos de novos filmes relacionado a história, foi dentre esses boatos que surgiu o filme Animais Fantásticos e onde Habitam, conto que já teve o segundo filme confirmado, além disso terá um filme contando a história de Tom Riddle, vulgo Lorde das Trevas que foi autorizada pela Warner Bros produzido por fãs da série, então queridos amigos, não fiquem tristes se não receberam sua carta, as histórias sobre este mundo magico nunca morreram.


[Personagem da Vez] Willy Wonka


Vamos ser sinceros, com a páscoa chegando, é normal ficarmos pensando em chocolate e tudo mais, e quando se fala em chocolate e doces, é impossível não pensar no Willy Wonka.

Willy Wonka é um dos personagens principais de A Fantástica Fábrica de Chocolate, que teve dois filmes em 1971 e 2005, onde com a história baseada na do livro de mesmo nome do autor Roald Dahl.

Willy é o fundador da Wonka Candy Company e inventor de doces como as Barras Wonka. Sua companhia exporta doces apra o mundo todo.

É uma pessoa estranha, excêntrica, mas um gênio incomparável quando se trata da confecção de chocolates, criando produtos aparentemente impossíveis de serem desenvolvidos como por exemplo o sorvete que nunca derrete.

Porém, criar coisas tão incríveis assim, despertam a inveja de donos de outras fábricas que mandam espiões se infiltrarem na fábrica Wonka a fim de roubarem as receitas. Com medo da ruína Willy fecha a fábrica e demite todos os funcionários.

Anos se passam até que a fábrica volte a funcionar com funcionários um tanto incomuns, os Oompa-Loompas - uma raça de anões da Loompalândia que amam o sabor do grão de cacau - e com isso os portões da fábrica se mantêm fechados a fim de que nenhum espião entre.

Willy Wonka descobriu os Oompa-Loompas em uma viagemque fez para Loompalândia para descobrir novos sabores exóticos para seus doces e por puro prazer.

Contudo a idade chega para todos, até mesmo para Willy Wonka, e sem herdeiros, ele precisa ver como ficará a fábrica depois de sua morte, afinal, o seu empreendimento e responsável por garantir casa e trabalho para os Oompas-Loompas, mas eles não quer simplesmente uma pessoas que vai assumir e já começar a rabalhar, ele quer uma criança, para que possa educá-la desde a infância, garantindo assim que a fábrica manterá os mesmos métodos e espírito criativo.

Por isso é anunciado um concurso, em que algumas barras de chocolates Wonka estão com alguns tíquetes dourados que garantirão aos portadores um tour pela fábrica, das crianças que conseguem os tíquetes só uma se comporta bem, enquanto as outras acabam se separando do grupo. Quando só resta um garoto Willy Wonka revela o que realmente aquilo tudo significava, o que o garoto nega por não querer se separar da família, porém depois de alguns acontecimentos ele e sua família se mudam para a fábrica.


Como ler muitos livros em pouco tempo... Parte 4


Aos poucos a gente percebe que não tem muito mais o que dizer para ajudar quem quer criar o hábito de ler muitos livros de uma vez, na verdade a maioria são dicas que costumam funcionar, e para algumas pessoas torna a leitura mais prazerosa.

Mas ainda sim é uma questão de gostos, de se adaptar, de criar os próprios hábitos e rotinas, então não adianta simplesmente falar o que dá ceto pra mim, afinal, isso pode não dar certo pra você, mas não impede que sirva como uma inspiração para que você crie os seus próprios hábitos e quem sabe logo não é você que está vind contar pra gente como foi?

Vamos voltar para as dicas...


Tire as suas próprias conclusões: Assim como cada pessoa, cada livro é único e irá te marcar de alguma forma, seja ela positiva ou negativa, e por mais que seja bom ler uma resenha para saber do que se trata o livro, devemos sempre procurar tirar as nossas próprias conclusões, já que o gosto de todo mundo é diferente e o seu nível de envolvimento com aquele livro pode ser bem diferente do envolvimento da outra pessoa.


Livros digitais são bons: Somos muito gratos aos livros digitais, já que eles podem ser lidos no computador/celular/kindle e facilita bastante a vida na hora de guarda, afinal, não ocupa muito espaço, em um único aparelho você pode ter inúmeros livros, além de serem mais baratos que os livros físicos.


Mas não deixe de tentar a forma tradicional: Sejamos sinceros, sabemos que livros são pesados e ocupam bastante espaço na bolsa e/ou mochila, além de serem bem caros, mas isso não impede as pessoas que comprarem – talvez impeça na quantidade de livros a serem levados de uma vez –, como dito antes, os livros digitais ajudam bastante nisso, mas nada supera pegar o livro em mãos e ir passando as páginas.


E não se esqueça dos clássicos: Afinal, eles são clássicos por um motivo, talvez sejam aqueles livros que você com certeza já ouviu o nome, mas talvez nunca tenha lido, então aproveite a oportunidade e quem sabe se permita gostar muito mais do que imaginava?


Cada livro tem seu momento: Isso é a mais pura realidade, não importa se todo mundo está lendo aquele livro, se você já começou e não conseguiu terminar, guarde ele e tente outro livro, muitas vezes você não está em um bom momento para aquela leitura, e teimar em terminar um livro só por ter lido algumas páginas pode fazer com que a leitura fique chata. Espere um tempo - alguns dias - e depois volte a prateleira e pegue aquele livro, talvez agora seja o momento de ler ele.



Mas acima de tudo se divirta: Afinal, as histórias estão aí pra isso, para ns levar mundos mágicos, repletos de suspense, mistérios, magia, bruxos, elfos, fadas, feiticeiros, heróis, ET's, zumbis e várias outras criaturas mágicas, então aproveitem já que ver eles no mundo real não vai acontecer.

Não se sinta obrigado a fazeer nada disso, mas algumas dicas muitas vezes servem para ajudar a se organizar melhor, um bom exemplo disso são as resenahs, você não precisa mostrar suas resenhas para ninguém, mas é bom tê-las, e as vezes quando quiser se lembrar daquela história - mesmo sem estar com ânimo para reler o livro - você tem uma forma fácil de saber do que se trata, e o melhor, foram as suas próprias conclusões, e não vai ficar se perguntando se a sua opinião seria diferente.

Como já foi dito nas dicas, e acredito que seja a mais importante, se divirta com a leitura, deixe que as histórias te levem a vários mundos, te permita conhecer inúmeras criaturas, torça pelos seus personagens favoritos, quem sabe você não vai crescer muito também junto com eles?

Mas agora, conta pra gente um pouco dos seus hábitos de leitura...


Como ler muitos livros em pouco tempo... Parte 3



Voltando a falar desse pequeno hábito que nem todo mundo tem - mas que eu SUPER recomendo - afinal, ler mais aumenta o seu vocabulário e como consequência - positiva - você passa a escrever melhor, ou seja, só vai te trazer benefícios.

Pode até ser complicado conseguir ler bastante em pouco tempo, eu sei disso, mas é tudo uma questão de adptação a novos hábitos, quando isso passa vocês vão ver que é bem simples, e vão até mesmo questionar o motivo de terem demorado tanto a se viciar em leitura, mas vamos continuar com as dicas.


Tente ler mais de uma história ao mesmo tempo: Pode parecer confuso no início, mas é ótimo para que você aprenda a ter sua atenção e a separar de fato todas as tramas em que você está envolvido. No início é bem confuso, mas ao poucos você acostuma e começa a perceber que consegue ler mais de um livro ao mesmo tempo sem acabar misturando os personagens e as histórias.


Se deixe envolver: Para que a leitura seja produtiva e bastante proveitosa é bom se deixar envolver por ela, por isso não tenha medo de se desligar do mundo ao seu redor, mas saiba que ao se envolver tão profundamente com uma história, você pode ser tomado por um ataque de risos ou lágrimas - depende do livro - então, se você se envolve demais, é bom pensar um pouco onde vai ler aquele livro, já que as pessoas podem ficar um pouco confusas e preocupadas com a sua reação, mas se não liga pra isso, vá ser feliz e ler seus livros.


Se apegue a personagens: Claro que se apegar aos personagens é um grande problema, afinal, sempre sabemos que mais cedo ou mais tarde teremos que nos despedir dele, seja pelo final do livro ou o final trágico de um personagem, mas sejamos sinceros, os livros são tão envolventes que você consegue pensar em cada detalhe desde a aparência até a voz dos personagens, fazendo com que eles sejam bem reais na sua mente. E não é raro ver muita gente que tem o costume de ler comentar que já teve um melhor amigo ou até mesmo um crush literário. 

 
Dê asas à imaginação: Já que viajar no mundo real é caro e não vai te levar a todos esses lugares, ainda mais que hoje os livros são tão cheios de detalhes, que você não precisa de fato já ter ido no lugar para imaginar, a sua imaginação pode dar conta do recado, fazendo com que você sinta como se já tivesse passado um bom tempo naquele lugar. Ainda bem que temos essas sensações bem reais.


Se permita sofrer com o final de um livro: Ok, você não quer aceitar que o livro terminou, isso é normal na grande maioria dos livros, afinal, você passa algum tempo – alguns dias – envolvido com aquele mundo e aqueles personagens, mas em um momento isso tudo acaba. Então sim, é normal ficar triste com o fim de uma história.


Crie finais alternativos mesmo que só na sua mente: Muitas vezes as histórias terminam de uma forma que não nos agrada muito, já que no decorrer da história pensamos em personagens que dariam um ótimo casal, ou alguém que deveria morrer e não acontece nada disso, e por aí vai. Então sim, permita que a sua mente crie um final que te agrade mais. Assim surgiram fanfics ótimas.

Sei que estamos falando bastante sobre isso com muitas dicas que nem sempre são fáceis de seguir, não vai ser em um piscar de olhos que isso vai mudar, afinal, pra começar todo mundo precisa descobrir algo que encante, mas não é porque ainda não encontrou que você precisa desistir, um dia isso ainda vai acontecer. 

Nesse momento então você pode vir a começar a entender o grande zelo e cuidado que muitas pessoas tem com os livros, de não gostar que eles sejam marcados de uma forma específica, talvez você venha a criar as suas próprias manias, mas acredite, no início pode ser complicado explicar as pessoas como você gosta tanto de ler, mas aos poucos todo mundo se acostuma com isso e você vai passar a receber indicações ótimas das pessoas próximas a você, se isso não acontecer corre aqui que a gente te indica algo. 😀


Como ler muitos livros em pouco tempo... Parte 2


Continuando com a conversa de como fazer para ler muitos livros vamos lá, afinal, não são poucas as maneiras de fazer para aumentar o seu número de leituras ao final de um tempo - seja mês ou ano -, e quem sabe não conseguimos mudar os dados da pesquisa que foi mencionada no "Como ler muitos livros em pouco tempo... Parte 1".

Mas tenha em mente que para conseguir seguir algumas dicas você muitas vezes vai ter que mudar algum hábito ou pelo menos ter uma mente um pouco mais aberta, mas fique tranquilo, não estamos sugerindo nada absurdo, afinal, as dicas que estamos dando aqui foram feitas com base em coisas que acontecem com a gente, então sim, com você pode ser diferente, mas quem sabe o que funciona com a gente não dê certo pra você também.


Julgue sim, mas não pela capa: Aposto que todos já ouviram aquela frase "não julgue um livro pela capa", realmente não deveríamos fazer isso, mas fazemos mesmo que de forma inconsciente, já que a capa é a primeira coisa que vemos, o que de fato faz aquele livro chamar ou não a nossa atenção, mas ele não deve ser um fator decisivo para a escolha de um livro, pode influenciar, mas não se deve comprar um livro unicamente pela capa, procure ler a sinopse, se puder fazer uma pesquisa e ler resenhas sobre a história, isso vai te ajudar a economizar dinheiro - já que livros não são baratos - e provavelmente você vai comprar algo que vai gostar, o que vai tornar a leitura daquele livro muito mais fácil.


Conheça novos livros e autores: Tudo bem, todo mundo tem aquele autor ou livro favorito, isso é um fato, mas o mais importante é não se limitar a ler obras somente daquele autor ou daquele estilo, das a oportunidade de conhecer novos livros e novos autores pode te surpreender, você perceber que gosta bastante de algo bem diferente, e talvez até goste mais da forma como o outro autor escreve, então sim, nada de preconceitos ao conhecer coisas novas, deixe a mente aberta para que essas novas histórias te conquistem.


Aceite indicações: Tudo bem que o gosto de cada um é diferente, mas nada te impede de conversar com outras pessoas e receber indicações de leitores ou livros, se permita conhecer esses novos mundos apresentados, quem sabe eles não te agradem muito mais do que você imagina? Se quiser deixar alguma indicação nos comentários sinta-se à vontade, indicações são sempre bem vindas.


Deixe de lado o preconceito literário: Sim isso existe e muita gente tem, mesmo sem saber, não deixe de ler um livro simplesmente por todos estarem lendo, é normal ouvir gente dizendo "Não vou ler esse porque é modinha e está todo mundo lendo", dê uma chance para o livro, não é por ter muita gente lendo que significa que o livro é bom ou ruim, mas é isso que vai te dar a chandce de conhecer um livro maravilhos ou não, e sejamos sinceros, mesmo que seja modinha, se tem muita gente lendo, mesmo aquelas pessoas que não possuem esse hábito, então a história em si não deve ser ruim.


Aprenda a se adaptar/ignorar o ambiente: Isso não quer dizer que você tenha que se isolar, mas sim se desligar do mundo ao seu redor por algumas páginas, já que você pode controlar a si mesmo, mas não pode obrigar que as pessoas ao seu redor fiquem quietas para que você possa aproveitar a sua leitura.


Evite distrações: Mas nada te impede de procurar um lugar mais tranquilo para fazer a sua leitura, afinal, nem todos podem entender como você gosta tanto de ler e muitas vezes ficarem te chamando ou jogando coisas, então dependendo de onde estiver, talvez seja melhor procurar um lugar mais tranquilo.


O fato é, não tenha medo de arriscar em novas leituras ou novos autores, saia da sua zona de conforto e quem sabe assim você não acaba descobrindo que tem um universo muito maior de livros que te agradam. Mas tenha em mente que você pode se decepcionar e se apaixonar, esteja disposto aos dois e deixe que as apalavras daquele livro despertem algo em você.

Estar disposto a conhecer coisas novas é o que vai fazer você se conehcer melhor, para que possa afirmar sem sombra de dúvida que gosta ou não de algo, se é fã ou não da forma como um autor escreve.


Todos os direitos reservados @2016 - Programação: Algodão Doce Design