Resenha ||| Dezesseis Luas - Margaret Stohl e Kami Garcia

Título: Dezesseis Luas
Série: Beautiful Creatures
Autoras: Margaret Stohl e Kami Garcia
Páginas: 490
Editora: Galera Record
Lançamento: 2010
Nota: 2/5
Skoob
Em Dezesseis luas não há vampiros. nem tampouco lobisomens. Anjos também não aparecem no enredo. Mas não falta aventura e romance. Ou outros personagens fabulosos, como bruxas. espíritos e zumbis. E uma certa atmosfera gótica ronda a obra.
Na pequena Gatlin, com sabor à Nova Orleans, uma mágica poderosa e adormecida força está prestes a ser libertada. E com a ajuda de dois adolescentes: Ethan Wate e Lena Duchaness.
Ethan é um menino comum: parte do time de basquete. algumas paqueras, órfão de mãe, criado por um pai ausente e uma velha babá com talento para feitiçaria.
Seu melhor amigo, carona oficial para todos os eventos, quer montar uma banda. Nada diferente de outros adolescentes locais.
Mas é à noite que Ethan se destaca. Ao som de uma música que fala sobre dezesseis luas, dezesseis anos, uma menina de olhos verdes lhe aparece em sonhos. O problema é que quando acorda. marcas conseguidas no universo onírico estão em seu corpo.
O mistério começa a se revelar quando Lena chega à cidade. Ao conhecê-la na escola Ethan não tem dúvidas: é a menina de seus sonhos. Literalmente. Que o atormenta em pesadelos, a quem tenta salvar desesperadamente.
O que se segue é uma história de almas gêmeas e segredos perigosos e obscuros. E Lena e Ethan precisam confiar um no outro para que possam vencer uma maldição com poder para acabar com tudo à sua volta. Será que eles vão conseguir?
"Estava sussurrando algum tipo de cântico em uma língua que eu não entendia, mas já tinha ouvido em algum lugar antes."

Eu gosto de histórias sobrenaturais, não me entenda errado, isso até foi um dos motivos desse livro ter me chamado a atenção, comprei muito antes de terem lançado o filme, tentei ler várias vezes, mas a história simplesmente não me prendia, e dessa vez não foi diferente, tive que me forçar algumas vezes para poder terminar a história, pretendo ler a continuação - por não gostar de parar algo no meio, mas não faço ideia de quando.

“... cada superfície do quarto estava coberta com a distinta caligrafia dela em preto. Nas beiradas do teto agora tinha: a solidão domina aquele que você ama. Quando você sabe que pode nunca mais abraçá-lo. Nas paredes: Mesmo perdida na escuridão. Meu coração vai encontrar você.”

Logo no início do livro percebemos que as pessoas que moram em Gatlin não são muito adeptas a mudanças, estão acostumadas com a sua forma de ser e agir, os moradores são rotulados de acordo com sua família, e as famílias em Gatlin sempre foram as mesmas, todos parecem se conhecer. Como em toda cidade pequena - dos livros pelo menos - a igreja dita as regras da sociedade, e ali as mulheres do 'FRA' determinam quem é bom e quem não é.

“Mas não quando se tratava dela. Não dava para evitar. Eu sempre pensava nela. Sempre voltava a ter o mesmo sonho, mesmo não conseguindo explicá-lo. então, era esse o meu segredo, tudo que queria contar. eu tinha 16 anos, estava me apaixonando por uma garota que não existia e estava ficando louco.” 

Ethan perdeu sua mãe a pouco tempo em um acidente de carro, vive em uma casa com seu pai e Amma - uma espécie de governanta - mesmo sendo um dos astros do time de basquete da escola tudo o que Ethan mais deseja é se formar e deixar Gaitlin ser parte do seu passado e nada mais. Tudo o que ele não imaginava é que uma garota misteriosa iria começar a aparecer em seus sonhos e depois seria uma presença real em sua vida.

Lena e a garota nova que esta tentando se adaptar a cidade, mas serr a sobrinha do recluso Macon não ajuda muito nisso, Lena e sua família guardam um segredo, uma madição. Com o aniversário de 16 anos de Lena se aproximando els está prestes a ser invocada, resta saber se para a 'Lúz' ou para as 'Trevas'.

"Minha mãe dizia que só existem dois tipos de pessoas em Gatlin: Os muito burros para irem embora e os condenados a ficar."

Apesar de ter uma ideia bastante interessante a histpória se desenvolve de um jeito massante e confesso que tive que me obrgar para continuar a leitura  enão abandonar o livro.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os direitos reservados @2016 - Programação: Algodão Doce Design