[Resenha] Preppy - T. M. Frazier

Título: Preppy
Série: King
Autora: T. M. Frazier
Páginas: 300
Editora: Kindle Edition
Lançamento: 2016
Nota: 5/5
Skoob
Gravata-borboleta... ATÉ EU MORRER.
Samuel Clearwater, mais conhecido como Preppy, gosta de gravatas-borboleta, panquecas, suspensórios, bons amigos, diversão, boas drogas, e uma boa f*da.
Ele conseguiu dar a volta por cima de uma infância infernal e está vivendo a vida que ele sempre imaginou para si mesmo. Quando ele conhece uma garota, uma viciada a ponto de acabar com tudo, ele fica dividido entre seus sentimentos por ela e o medo paralisante de que ela poderia ser a única a acabar com a vida que ele ama.
Andrea ‘Dre’ Capuleto está fraca e cansada.
Cansada de viver para satisfazer seu próximo vício. Cansada de fazer coisas que faz seu estômago virar. Cansada de olhar no espelho para o reflexo da pessoa que ela se tornou. Mas assim que ela decide acabar com tudo, ela encontra um homem que vai mudar o curso de suas vidas para sempre.
E suas mortes.
Para a maioria das pessoas, a morte é o fim de sua história.
Para Preppy e Dre, foi apenas o começo...
"Eu estava tão no fundo do poço que eu precisava de uma nova palavra para definir a minha situação."

Quando terminamos a leitura do segundo livro, não é estranho ver que muita gente ficou em choque ao descobrir que Preppy ainda estava vivo, afinal, vimos os personagens sofrerem bastante com a sua morte, rimos com as conversas na cabeça deles e agora lá vem ele de volta.

Esse livro conta uma história que acontece antes mesmo de King, afinal, nesse livro vemos como Preppy e Dre se conhecem quando King ainda está preso. Dree é o oposto das protagonistas dos livros anteriores - Doe/Ray e Thia - ela é uma viciada, envolvida com traficantes e criminosos, vemos uma garota decidida a acabar com a própria vida, por ter sido estrupada e machucada por seus pseudo amigos.

Nesse livro vemos um Preppy diferente dos outros livros, ele se mostra um cara articulado, sexy, bonito, muito diferente daquele monstro bizarro que vemos por alto nos livros anteriores. Vemos um amor diferente surgindo entre Preppy e Dre, um relacionamento que começou de uma forma confusa, mas se mostrou extremamente intenso.

Vemos um Bear um pouco diferente, não é mais aquele cara traumatizado que a gente viu, ele está menos traumatizado.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os direitos reservados @2016 - Programação: Algodão Doce Design