[Resenha] Preppy - Parte 3 - T. M. Frazier

Título: Preppy - Parte 3
Série: King
Autora: T. M. Frazier
Páginas: 300
Editora: Kindle Edition
Lançamento: 2017
Nota: 5/5
Skoob
A gravata-borboleta está de volta!
Dre era apenas uma bela estranha quando Preppy a salvou pela primeira vez. Agora, ele tem que salvá-la novamente, mas ela não é mais uma estranha, ela é família, e ele não tem ideia de quem ou o que ele enfrenta.
O que ele sabe é que juntar a família é o único resultado aceitável.
A lista de tarefas para fazer?
SALVAR FAMÍLIA. PROCURAR VINGANÇA.
Ele está vivo... e ele quer SANGUE.
Preppy Parte III é o terceiro livro e a conclusão da história de Preppy e Dre. É também o 7º livro da Série King, que para começar deve ser lido KING & TYRANT.
"Tudo o que tinha escrito era para me encontrar na torre d’água e ela provavelmente estava se perguntando por que diabos eu pedi a ela para me encontrar aqui, mas eu não tinha dúvida de que ela viria."

Sejamos sinceros, não tem como não amar o Preppy não é mesmo?! Quem não ficou triste com o destino trágico que pensamos que o cara das gravatas borboleta havia ganhado no primeiro livro? Ficamos imaginando várias vezes histórias apra ele, sem de fato queremos acreditar naquilo, ainda bem, afinal Samuel estava aí, pronto para voltar para a vida de todos.

No início já ficamos surpreendidos com o desenrrolar da história, pela primeira vez algo que acontece com os meninos de Logan's Beach parece fácil demais, é a primeira vez que alguém com desejo de vingança por eles é tão ruim de serviço.

Vemos como Preppy é louco por Dre e vice e versa, mas ao mesmo tempo eles querem fazer a coisa certa, assim como Preppy acaba contando toda sua história para o pai de Dre, mas diferente do que um pai 'normal' fara, ele não julga o garoto, sabe que ele é pouco convencional, mas é o responsável por fazer a sua filha feliz.

Vemos como Preppy, mesmo com aquele jeito de criança não é exatamente um entendedor, principalmente quando é com o filho dos outros, vemos a participação frequente de Ray, Bear e ing nesse livro, mas Thia pe algupem que aparece muito pouco, mas em momentos que se mostram importantes.

Mas a maior surpresa desse livro é Bo, não só por ele começar a falar, mas por suas ações, ele está longe de ser uma criança normal - e dessa vez nem é culpa de seus pais adotivos - mas ele tem um lado sombrio nele, não que isso seja ruim, afinal, vemos que isso se torna algo útil no livro.

O livro segue a linha dos anteriores, é uma história incrível que vale a pena conhecer mais a fundo, e quando vocêe vai entendendo tudo pelo que os personagens passaram, é impossível não se apaixonar por eles.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os direitos reservados @2016 - Programação: Algodão Doce Design