[Resenha] A Menina Feita de Espinhos - Fabiane Ribeiro

Título: A Menina Feita de Espinhos
Autora: Fabiane Ribeiro
Páginas: 352
Editora: Universo dos Livros
Lançamento: 2015
Nota: 5/5
Skoob
Eu nasci assim. Com espinhos venenosos sobre toda a minha pele.
Repelindo, assustando e repugnando as pessoas. Eu aprendi, após receber tantos olhares de repugnância, que há beleza em tudo. Há beleza na tristeza e na dor, até mesmo na raiva. E há beleza na vida, em suas despedidas e desencontros.
Este livro é para aqueles que sabem conviver com espinhos, aceitam o diferente e amam sem medos e preconceitos. Para quem sabe que vai sentir dor em vários momentos da vida, mas não desiste. Quem gosta de giz de cera, bichos de pelúcia e rosas vermelhas. Para os que sabem chorar. De verdade. Não apenas derramar lágrimas. E veem beleza em tudo. Absolutamente tudo. Mas se você não é assim, este livro ainda é para você, porque celebra as diferenças.
"Eu só consegui viver quando abracei a dor de ser quem sou - a dor tornou-se uma amiga e passei a caminhar do seu lado."

Talvez esse seja um dos livros mais lindos que li nos últimos dias, confesso que fiquei surpresa que é algo que eu não esperava, li mesmo por ter pego emprestado e quando vi, em menos de 48 horas já havia devorado todas as 352 páginas.

O livro conta a história de Kat, uma garota que nasceu com um distúrbio epidérmico muito raro, ela tem espinhos espalhados por toda a sua pele, esse é um dos motivos da garota não conhecer sua mãe logo de cara, esses espinhos soltam um veneno e a mataram enquanto ainda estava grávida da menina.

Por ser diferente Kat aprendeu desde pequena a conviver com as pessoas se afastando dela, mesmo que quando ainda era mais inocente ela acreditasse que as outras crianças estavam brincando e não fugindo por terem medo.

O livro em si mostra uma história de aceitação de como é complicado ser diferente e que as pessoas muitas vezes precisam aprender a lidar não só com o preconceito das outras pessoas como os dela mesmo, que elas precisam se aceitar, com todas as suas qualidades e defeitos. Por mais que Kat seja vítima do preconceito da pessoas da cidade em que vive, ela passa a perceber que quando deixa isso de lado e para de correr atrás buscando ser aceita ela acaba encontrando pessoas que a amam incondicionalmente por quem ela é, independente de sua aparência.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os direitos reservados @2016 - Programação: Algodão Doce Design