[Resenha] Harry Potter e o Enigma do Príncipe - J. K. Rowling

Título: Harry Potter e o Enigma do Príncipe
Série: Harry Potter
Autora: J. K. Rowling
Páginas: 512
Editora: Rocco
Lançamento: 2005
Nota: 5/5
Skoob
Harry Potter e o Enigma do Príncipe dá continuidade à saga do jovem bruxo Harry Potter a partir do ponto onde o livro anterior parou, o momento em que fica provado que o poder de Voldemort e dos Comensais da Morte, seus seguidores, cresce mais a cada dia, em meio à batalha entre o bem e o mal.
A onda de terror provocada pelo Lorde das Trevas estaria afetando, até mesmo, o mundo dos trouxas (não-bruxos), e sendo agravada pela ação dos dementadores, criaturas mágicas aterrorizantes que “sugam” a esperança e a felicidade das pessoas.
Harry, que acabou de completar 16 anos, parte rumo ao sexto ano na Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts, animado e, ao mesmo tempo, apreensivo com a perspectiva de ter aulas particulares com o professor Dumbledore, o diretor da escola e o bruxo mais respeitado em toda comunidade mágica.
Harry, longe de ser aquele menino magricela que vivia no quarto debaixo da escada na casa dos tios trouxas, é um dos principais nomes entre aqueles que lutam contra Voldemort, e se vê cada vez mais isolado à medida que os rumores de que ele é O Eleito, o único capaz de derrotar o Lorde das Trevas, se espalham pelo mundo dos bruxos.
Dois atentados contra a vida de estudantes, a certeza de Harry quanto ao envolvimento de Draco Malfoy com os Comensais da Morte e o comportamento de Snape, suspeito como sempre, adicionam ainda mais tensão ao já inquietante período.
Apesar de tudo isso, Harry e os amigos são adolescentes típicos: dividem tarefas escolares e dormitórios bagunçados, correm das aulas para os treinos de quadribol, e namoram.
Rony e Hermione os melhores amigos de Harry, se dão conta (finalmente!) da atração que sentem um pelo outro; Harry e Gina, a irmã mais nova de Rony, também.
Muitas peças do intricado quebra-cabeça criado por J. K. Rowling começam a se encaixar à medida que a escritora começa a preparar Harry (e os leitores) para o desfecho da série. Informações são reveladas por meio do uso da Penseira, um objeto que permite compartilhar memórias, utilizado por Harry e o professor Dumbledore para viajar no tempo, e por diferentes lugares, em busca de explicações sobre o passado de Voldemort.
O final de Harry Potter e o Enigma do Príncipe é de parar o coração. Mais uma vez, somos testemunhas da habilidade singular de Jo - como a criadora da série gosta de ser chamada - em misturar, num mesmo caldeirão, literatura, mitologia, folclore e religião.
"Tenha pena dos vivos, e acima de tudo, daqueles que vivem sem amor."

Nesse livro vemos uma coisa que muita gente sentiu falta no anterior, o contato entre Dumbledore e Harry, e temos até uma explicação para ter sido assim que as coisas aconteceram, essa relação de proximidade entre os dois foi incrível não temos como negar isso, mas em determinado momento da história ela se mostra completamente dolorosa.

Apesar de não termos uma aparição de Voldemort nesse livro, seus Comensais fazem um bom trabalho em tocar o terror na escola. Snape depois de muito custo finalmente consegue a posição com a qual tanto sonhou, o que surpreende a todos os leitores, assim como o novo professor de Poções, vemos Harry melhorar significativamente na matéria tudo graças a ajuda do Príncipe Mestiço - que logo descobriremos quem é - o fato é que Harry usa um livro emprestado e ele está cheio de anotações nas bordas que lhe ajudam bastante a melhorar seu desempenho na matéria.

Conhecemos mais a fundo a história de Tom Riddle e de como começou o seu fascínio pelas artes das trevas. Temos ainda muito ciúme espalhado pelos alunos do castelo, muitas paranóias da parte de alguns que se dedicam somente a uma coisa e acabam deixando outras de lado.

Temos a morte de um personagem que marcou muita gente, e decepcionou muitas outras, afinal, ninguém esperava que o fim dele seria daquela forma, que a traição teria tamanho preço, o que deixa a maioria das pessoas torcendo para que aconteça uma reviravolta, que tudo isso não passe de um sonho, mas aos poucos vamos entender o que levou a essa decisão, ou ao menos queremos acreditar nisso.

J. K. mais uma vez surpreendeu os fãs com uma história incrível que deixou todos com vontade de ler a continuação dessa trama, resta aos fãs nesse momento é esperar uma conclusão incrível para essa saga que marcou muita gente.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os direitos reservados @2016 - Programação: Algodão Doce Design