[Resenha] A Sala dos Répteis - Lemony Snicket

Título: A Sala dos Répteis
Série: Desventuras em Série
Autor: Lemony Snicket
Páginas: 184
Editora: Companhia das Letras
Lançamento: 2001
Nota: 3/5
Skoob
Lemony Snicket é um autor que não pode ser acusado de falta de franqueza.
Sabe que nem todo mundo suporta as tristezas que ele conta e por isso - para que depois ninguém reclame - faz questão de avisar: 'Se você esperava encontrar uma história tranqüila e alegre, lamento dizer que escolheu o livro errado. A história pode parecer animadora no início, quando os meninos Baudelaire passam o tempo em companhia de alguns répteis interessantes e de um tio alto-astral, mas não se deixem enganar...'.
Os Baudelaire têm mesmo uma incrível má sorte, mas pode-se afirmar que a vida deles seria bem mais fácil se não tivessem de enfrentar o tempo todo as armadilhas de seu arquiinimigo: o conde Olaf, um homem revoltante, gosmento e pérfido.
Em 'Mau Começo' ele deu uma pequena amostra do que é capaz de fazer para infernizar a vida de Violet, Klaus e Sunny Baudelaire - e aqui as coisas só pioram.
"O Sr. Poe, que ia na frente, nem pareceu notar os arbustos, possivelmente porque estava concentrado em passar às crianças instruções sobre como se comportar."

Nesse segundo livro da série, os órfãos Baudelaire passam a viver com o Dr. Montgomey Montgomery, ou como ele prefere que as crianças o chamem Tio Monty, um estudioso que é especialista em répteis, e vemos que os jovens irmãos acabam aprendendo bastante sobre cobras - a especialidade do tio.

O tio se mostra uma pessoa agradável de se viver, já tem uma viagem planejada e pretende levar as crianças, mas precisa da ajuda deles - o que é bem adequado a cada uma das habilidades dos Baudelaire - mas o problema maior está em seu novo assistente, as crianças logo de cara percebem que se trata de Conde Olaf, mas as outras pessoas - adultos principalmente - parecem ter um grande problema para perceberem isso.

Mas já sabemos que nem tudo são rosas nessas histórias, principalmente quando se tem os jovens Baudelaire e o Conde Olaf no meio da trama, a ganância do conde acaba sendo a responsável pela morte o novo tutor dos jovens, e mais uma vez vemos o Sr. Poe com dificuldades para acreditar no que os jovens dizem.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os direitos reservados @2016 - Programação: Algodão Doce Design