[Resenha] Vida e Morte - Stephenie Meyer

Título: Vida e Morte
Autora: Stephenie Meyer
Páginas: 391
Editora: Intrínseca
Lançamento: 2015
Nota: 4/5
Skoob
Novamente, os leitores vão se apaixonar pela arrebatadora história de amor de Bella e Edward... ou, quem sabe, será uma primeira vez. A edição especial de aniversário inclui um conteúdo extra e exclusivo: Vida e Morte, nova versão em que a autora inverte o gênero dos principais personagens.
Em Vida e Morte os leitores vão se maravilhar com a experiência de ler a icônica saga de amor agora pelos olhos de um adolescente que se apaixona por uma sedutora vampira.
Numa publicação ao estilo vira-vira, a edição comemorativa traz mais de 400 páginas de conteúdo extra, além da nova capa, com Crepúsculo de um lado e Vida e Morte de outro.
Os milhares de fãs de Bella e Edward não vão querer perder a oportunidade de ver seus tão queridos personagens em novos papéis.
Fico maravilhada que já se tenham passado 10 anos da primeira edição de Crepúsculo, comenta a autora Stephenie Meyer. 'Para mim, esse aniversário é uma comemoração dos fãs, que sempre foram inacreditavelmente dedicados e apaixonados.'
"Ela riu, o som foi como música, embora eu não conseguisse pensar em nenhum instrumento com o qual comparar."

O que me fez demorar muito pra ter coragem de ler esse livro foi essa coisa de troca de gênero, acho que a autora poderia ter aproveitado a comemoração para fazer um livro novo - daqueles extras - que contam a história de allgum outro personagem.

Tudo bem que nessa versão do livro Beau é tão desastrado quanto a Bella, mas muitas coisas ficaram bem exageradas, ele pode ser desastrado tudo bem, mas pelo tanto que é mostrado no livro qualquer um já teria morrido. Ele é um tipo de pessoa irreal e impossível de existir - mais do que a Bella até - e a autora teve a chance de consertar isso enquanto escrevia essa história mas deixou passar.

Já a Edythe é bem diferente do Edward, ela é descolada, divertida, debochada, mas do nada se apaixona pelo cara mais improvável da cidade, tudo por causa do cheiro dele que é irresistível para ela.

É fácil implicar com Beau logo no início do livro, ele é bem bobo para um garoto de 17 anos, cheio de cenas e choradeiras que poderiam ter sido retirados e feito a história evoluir de uma forma mais interessante. Mas diferente da protagonista original ele se impõe mais, determina que suas ideias não serão ignoradas tao facilmente.

De forma geral, achei esse livro bem amis itneressante que Crepúsculo, não que a história do outro seja ruim, mas as mudanças feitas fizeram com que a história não ficasse tão clichê, além dos persoangens principais dessa trama serem mais intensos e não parecerem ter tanto medo de fazer as coisas, apesar de muitas vezes Beau ter uns dilemas com ele mesmo sobre as suas atitudes e reações.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os direitos reservados @2016 - Programação: Algodão Doce Design