Resenha | Seeker (A Guerra dos Clãs #1) de Arwen Elys Dayton

Primeiro da trilogia A Guerra dos Clãs, que marca a estreia da autora Arwen Elys Dayton na literatura young adult, “Seeker” é uma fantasia épica com toques de ficção científica perfeita para fãs de séries como Jogos Vorazes, Divergente, Legend e Game of Thrones.

A história gira em torno da jovem Quin Kincaid, treinada para se tornar uma “Seeker” e lutar ao lado de seus companheiros para proteger os injustiçados, levando luz para um mundo mergulhado na escuridão.

Na noite de seu juramento, porém, quando está prestes a honrar seu legado e iniciar sua missão, Quin descobre que ser uma “Seeker” não é bem o que ela havia imaginado. E mesmo sua família e seu grande amor não são exatamente como ela acreditava.

A jornada de Quin Kincaid em busca de sua verdadeira identidade vai começar. Uma saga memorável, protagonizada por uma heroína inesquecível.


 Série A Guerra dos Clãs | Fantasia | 416 páginas | Ano 2016 | Fantástica Rocco | Skoob 
Lido em 2 dias | Avaliação 4 estrelas

  

"Ao usar um athame, um Seeker poderia aparecer em qualquer lugar… em fortalezas cercadas de guardas, nos cômodos particulares de um rei, em uma grande universidade do outro lado do mundo. E assim poderia… auxiliar o destino. Ele poderia buscar o melhor caminho para a humanidade, não é? Eu acreditava que grandes mentes, munidas de ferramentas apropriadas, tinham o poder de mudar a história."
A história se passa em um mundo onde existem seekers - uma espécie de guardiões -, logo de cara conhecemos John, Quin e Shinobu, e os três parecem ser uma equipe inseparável, que se apoiam durante as lutas, eles estão terminando seu treinamento para serem os novos seekers, os novos protetores do mundo, ao menos é nisso que eles acreditam.

Mas ser um seeker não é algo fácil e cada vez mais os treinamentos vem sendo exaustivos e pesados, ensinando a cada um deles que além de saberem lutar muito bem, eles precisam ser fortes e inteligentes.

"Antes, acreditava que aquela marca seria um emblema de orgulho, mas agora o significado era complemente diferente. Ela havia sido amaldiçoada."
Quin foi treinada desde os oito anos para se tornar uma seeker e proteger os injustiçados, com esse propósito em mente é fácil ver como Quin se empenha e treina para ser uma das melhores seekers, até o dia do seu juramento quando ela descobre que o legado de honra dos seekers foi a muito tempo substituído pela sede de ganância e poder, mudando tudo aquilo em que ela sempre acreditou.

John provavelmente é o que tem o passado mais complicado, já que presenciou a morte de sua mãe - ela foi assassinada por seekers e pavores - o que fez com que o menino jurasse que se tornaria um deles para se vingar, como também restaurar a honra e glória de seu clã.

Shinobu é aquele personagem que sempre acreditou no legado dos seekers, mas quando perceber que aquilo tudo não passava de uma grande mentira, ele se perdeu junto, tomando decisões erradas, se tornando um viciado e abandonando a família, fazendo com que ele chegasse ao fundo do poço. Apesar da tentativa de fuga do seu passado, e o receio de encarar os problemas de frente, Shinobu é um personagem que amadureceu de uma forma surpreendente ao longo da trama, fato que foi percebido por outros personagens.

Maud, ou jovem pavor, mesmo não sabendo ao certo como agir, é uma das personagens mais surpreendentes da trama. Ela junto com seu mestre e o pavor médio, são os responsáveis por ajudar o seekers ao longo do tempo para que eles tomem as decisões certas ao longo de suas vidas, assim como são os responsáveis por supervisionar o juramento deles. Maud vem se mostrando uma personagem essencial para a trama, com o passar da história conhecemos um pouco da vida dela antes e depois de se tornar uma Pavor.

"Era assustador o quanto era bom colocar o ódio para fora, assistir àquela construção arder em chamas."
Diferente de muitos livros com os quais já estamos acostumado, que a trama se desenvolve de uma forma lenta e vai evoluindo aos poucos esse é exatamente o contrário, a história já começa acelerada e a cada momento vemos que as coisas vão se ligando, mas essa aceleração o tempo todo também pode fazer com que a história pareça um pouco confusa, ou que seja necessário reler algumas partes para entender o que a autora queria passar naquele momento, não que seja prejudicial a leitura, mas em contrapartida tem algumas coisas que são feitas pelos personagens - saltos - que não são bem explicadas sobre como aquilo funciona, por mais que a história nos permita entender.

"A função dos Pavores era apenas observar, supervisionar os juramentos dos novos Seekers e, apenas em certas circunstâncias, envolver-se nas situações."
O livro é narrado em terceira pessoa e os capítulos variam entre o ponto de vista dos três personagens principais, mais na frente vemos que surgira um quarto narrador - apesar de já ter sido mencionado no livro anteriormente. Um ponto interessante do livro é que mesmo sem ter a certeza de tudo o que está acontecendo ali, os jovens tem receios sobre se tornar um seeker, mas tudo ao redor disso é cercado de segredos, porém alguns acontecimentos mudam as opiniões e fazem com que tudo isso seja repensado.

"Agora não importa. Não queremos grandes mentes. Apenas bons corações. Bons corações escolhem com sabedoria."
Apesar de algumas partes do livro serem confusa, a autora consegue escrever de uma forma que te prende do início ao fim, o livro é cheio de reviravoltas que nos prende para que fiquemos a todos os momentos perguntando o que vai acontecer com o personagem. O livro ainda termina de uma forma que faz com que seja impossível não ficar ansioso pela continuação.

"Desde aquela primeira noite, Briac havia levado Shinobu e ela em mais cinco missões. Quin entendeu tudo: a riqueza por trás da fazenda, a maneira como a família sobrevivia. E não havia honra alguma nisso."


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os direitos reservados @2016 - Programação: Algodão Doce Design