[Resenha] O Herondale Perdido - Cassandra Clare e Robin Wasserman

Título: O Herondale Perdido
Série: Contos da Academia dos Caçadores de Sombras
Autores: Cassandra Clare e Robin Wasserman
Páginas: 96
Editora: Margaret K. McElderry Books
Lançamento: 2015
Nota: 4/5
Skoob
Simon aprende sobre a pior coisa que um Caçador de Sombras pode fazer: abandonar seus companheiros.
No início do século XIX, Tobia Herondale abandonou seus companheiros Caçadores de Sombras no calor da batalha e os deixou morrer. Suas vidas foram perdidas, mas Tobias nunca mais voltou, e a Clave reivindicou a vida de sua esposa em troca da de Tobias.
Simon e seus colegas ficam chocados ao saber dessa brutalidade, especialmente quando é revelado que a mulher estava grávida.
Mas e se a criança tivesse sobrevivido... poderia haver uma linhagem Herondale perdida no mundo de hoje?
"A Academia de Caçadores de Sombras tinha duas vertentes, uma para crianças Caçadoras de Sombras que tinham crescido neste mundo e cujo sangue os destinava à extinção de demônios, e uma para os mundanos, à deriva, carentes da benção genética, lutando para recuperar o atraso."

Assim como o livro anterior da série esse também se encontra com a capa e editora da versão americana, já que essas histórias parecem não ter chegado ao Brasil - ao menos, não até o momento.

Nesse conto vemos como a escolha de Simon de ir para o grupo de alunos mundanos mudou a forma como os outros o tratavam, é perceptível como alguns dos alunos, que vieram de famílias tradicionais de Caçadores de Sombras, de fato de acham melhores do que os outros e o preferencialismo de alguns professores só fazem isso ser pior ainda.

É fácil já gostar de George - o único amigo verdadeiro de Simon na Academia - e também odiar Jon, sabe aqueles personagens que você torce para que a arrogância dele lhe atrapalhe no fim da vida? pois é, esse é um deles.

Agora, a história de Catarina contou para Simon já abre um mundo de possibilidades sobre quem pode ser o Herondale perdido e sejamos sinceros, muitas coisas seriam explicadas se ele fosse essa pessoa, mas por enquanto são só suposições e nada mais.

É bom ver que a presença de Clary, mesmo que de forma rápida, esteja ajudando Simon ver quem ele era e que ele não precisa ter incríveis habilidades físicas para ser o herói que todos imaginam, muito pelo contrário, é bom ver que ele foi esse herói ainda mantendo quem ele é, o nerd do grupo.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os direitos reservados @2016 - Programação: Algodão Doce Design