[Resenha] O Demônio de Whitechapel - Cassandra Clare e Maureen Johnson

Título: O Demônio de Whitechapel
Série: Contos da Academia dos Caçadores de Sombras
Autoras: Cassandra Clare e Maureen Johnson
Páginas: 96
Editora: Margaret K. McElderry Books
Lançamento: 2015
Nota: 4/5
Skoob
Jack, o Estripador, espreita através de Londres, e apenas os Caçadores de Sombras podem detê-lo.
Simon descobre a verdade por trás desses assassinatos - "Jack" foi parado por Will Herondale e seu instituto de Caçadores de Sombras vitorianos.
"Isabelle, com seu chicote e sua capacidade de cortar um demônio ao meio era mais frágil do que parecia."

Assim como os outros dois contos que já tem resenhas postadas aqui no blog esse também conta com a capa e a editora da versão americana, já que esse livro - ainda - não foi lançado no Brasil, mas a verdade é que nem sabemos se vai ser lançado.

Logo no início desse livro já temos uma particiação de Jace, o que é bem legal já que ele não foca em tentar lembrar Simon de quem ele deveria ser ou coisa do tipo, ele continua sendo o Jace, aquele cara que sabe que é bom no que faz e não liga se as pessoas irão vê-lo como alguém convencido por causa disso.

É fácil perceber que os alunos que vieram de uma família de Caçadores de Sombras ficam no mínimo esperando que possam ajudar Jace a se livrar da companhia de Simon em segundos, mas isso está longe de acontecer, já que Jace de fato é amigo de Simon, mesmo que ele não lembre disso, e provavelmente a presença de Jace foi o único momento em que esses alunos ficaram chateados de as turmas - da elite, filhos de Caçadores de Sombras, e da escória, mundanos - serem separadas.

Conhecemos então um pouco do que aconteceu após a trama de As Peças Infernais quando Tessa conta a história de Jack, o Estripador para os alunos da Academia, afinal, melhor do que ler um livro ou relato sobre um fato é ouvir a história da boca de alguém que viveu aquilo.

Talvez esse tenha sido o melhor conto até agora, afinal, tivemos Jace e Tessa, sejamos sinceros que com os dois juntos é impossível não morrer de amores. Mas foi bem legal que Simon finalmente se deu conta do quanto Isabelle é importante pra ele, e a carta foi engraçada, apesar de Simon ficar um pouco perdido para começá-la. Pelo que conhecemos de Jace das outras histórias, é bem provável que ele vá ler a carta antes de entregá-la, e até o Simon já sabe disso e já deixou alguns recadinhos para ele na carta.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os direitos reservados @2016 - Programação: Algodão Doce Design