[Resenha] Predestinadas - Jessica Spotswood

Título: Predestinadas
Série: As Crônicas das Irmãs Bruxas
Autora: Jessica Spotswood
Páginas: 288
Editora: Arqueiro
Lançamento: 2015
Nota: 4/5
Skoob
Cate Cahill acabou de ser apagada da memória de Finn, o grande amor de sua vida. A responsável por essa traição foi Maura, uma de suas irmãs, e Cate está certa de que nunca vai conseguir perdoá-la. Enquanto isso, Tess, a caçula, está às voltas com visões cada vez mais assustadoras.
Como se não bastasse, a Nova Inglaterra vem sendo tomada por uma febre mortal sem precedentes. Preocupada, Cate quer ajudar a todos, mas é impossível fazer isso sem revelar seus poderes e, assim, aumentar a fúria dos Irmãos da Fraternidade, os implacáveis caçadores de bruxas.
Em meio a desavenças com suas aliadas em potencial, Cate terá que se desdobrar para conseguir prestar o auxílio que deseja, proteger Tess e Finn e lutar por uma nova ordem que permita que as bruxas sejam representadas no governo de sua cidade e não precisem mais se esconder.
Predestinadas é o desfecho de uma saga permeada de delicadeza, cores, magia e fortes emoções. As irmãs Cahill terão que enfrentar os maiores desafios de sua vida, e o amor que sentem uma pela outra será fundamental nessa jornada.
"Ela fica me encarando, como seu eu tivesse saído para libertar as garotas de Harwood e retornado no corpo de uma desconhecida."

Predestinadas é o terceiro e último volume da série As Crônicas das Irmãs Bruxas, assim como os livrs anteriores - Enfeitiçadas e Amaldiçoadas - esse também tem um ponto dramático durante o desenvolvimento da trama, mas nesse vemos que os sentimentos estão mais intensos, a personagem principal precisa tomar muitas decisões e aceitar as consequência delas.

É fácil se apegar aos persoangens criados pela autora, mesmo que muitas vezes tenhamos desejado que alguns sofressem um pouco, é impossível não se sentir estranho quando algum deles teve um fim sofrido, afinal, todos são cativantes, e quando desejamos que eles sofram é por estarmos envolvidos demais na trama, nos deixando levar pelo calor do momento.

Cate ainda está magoada com Maura pelo que ela fez com Finn, vem se tornando cada vez mais fria, não está disposta a ficar correndo atrás da irmã para fazerem as pazes, nada parece ser capas de fazer com que ela a perdoe pelo que aconteceu. Irmã Inez agora está no comendo do convento e faz questão de que todos saibam que Tess é o oráculo, tratando a garota cada vez mais como uma criança e não alguém que pode fazer uma grande diferença em toda essa guerra que está por vir. Tess está cada vez mais pressionada com essa história de oráculo e com medo de enlouquecer como as outras garotas. Finn, mesmo sem se lembrar do que sentia por Cate continua sendo bondoso, preocupado e atencioso, aos poucos parece que o romance vai fluir novamente, basta que a protagonista tente conquistá-lo e sem manter segredos.

Um ponto bem forte desse livro é como as irmãs - Cate, Maura e Tess - cresceram, claro ainda tinha suas brigas e muitos momentos de raiva uma com a outra, mas vemos que no fim, nada disso importa, que o amor existente entre as três é muito maior que isso.


O livro continua mostrando uma crítica a sociedade e seu preconceito, dando destaque par a força das mulheres mesmo contra todos.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os direitos reservados @2016 - Programação: Algodão Doce Design