[Resenha] A Maldição de Neferet - P. C. Cast e Kristin Cast

Título: A Maldição de Neferet
Série: Do Universo de House of Night
Autoras: P. C. Cast e Kristin Cast
Páginas: 150
Editora: St. Martin's Griffin
Lançamento: 2012
Nota: 3/5
Skoob

Na virada do século em Chicago, com a agitação da Feira Mundial trazendo emoção para sua cidade natal, a jovem Emily Wheiler deveria estar deleitando-se em sua beleza e toda a agitação que ocorre ao seu redor.
Mas a vida dela muda quando sua mãe morre, forçando-a a se tornar  a Senhora da Casa Wheiler.
Seu pai, um presidente de banco poderoso, está no centro da sociedade local desta jovem cidade em crescimento, e ele precisa de Emily para fazer tudo o que sua mãe teria feito - para ser uma boa anfitriã e certificar-se de que tudo corra bem na mansão.
Quando seu pai começa a revelar um lado sombrio e violento, Emily começa a fazer planos para fugir. De vítima a Sacerdotisa, de bela jovem a uma poderosa sedutora, a jornada de Neferet começa em A Maldição de Neferet.

"Sua voz tinha desaparecido em seguida, mas os olhos de esmeralda da mãe, os que todo mundo dizia que eram tão parecidos com os meus, não desviaram o olhar de mim o tempo todo, seu rosto corado foi ficando branco e sua respiração suavizou, travando, e em seguida, com um suspiro, cessou por completo."

Vamos começar deixando claro que a capa está em inglês e a editora também é a americana, porque esse livro não foi lançado no Brasil.

A narrativa do livro é contada como um diário, com as anotações da jovem Emily Wheiler, que era uma garota invisível aos olhos do pai e essas coisas mudaram quando seu aguardado filho morreu no parto e levou junto sua esposa Alice, deixando as pessoas surpresas ao perceberem - só nesse momento - que Emily estava ali assistindo a morte de sua mãe.

Porém após a morte de sua mãe, Emily finalmente é vista pelo pai, mas com uma distorção bem nítida já que agora ela é a mulher da casa e possui uma aparência muito similar a da mãe, a maior prova de que o homem também percebe isso é quando ele chega bêbado e não reconhece a filha, e fica pensando que ela é sua esposa.

Passamos a ver então uma garota que começa a utilizar de artimanhas para qconseguir o que quer, nesse caso ficar livre do pai mesmo que seja enganando pessoas que se importam com ela. Emily não mede esforços para tentar fazer Arthur pedir a seu pai formalmente para cortejá-la.

Não que as atitudes justifiquem o que foi feito, mas é fácil entender os motivos de Emily - posteriormente Neferet - ter se tornado uma pessoa tão amarga.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os direitos reservados @2016 - Programação: Algodão Doce Design