[Resenha] Janeiro - Audrey Carlan

Título: Janeiro
Série: A Garota do Calendário
Autora: Audrey Carlan
Páginas: 144
Editora: Verus
Lançamento: 2016
Nota: 4/5
Skoob
Ela precisava de dinheiro. E nem sabia que gostava tanto de sexo.
O fenômeno editorial do ano e best-seller do New York Times, USA Today e Wall Street Journal.
Mia Saunders precisa de dinheiro. Muito dinheiro. Ela tem um ano para pagar o agiota que está ameaçando a vida de seu pai por causa de uma dívida de jogo. Um milhão de dólares, para ser mais exato. A missão de Mia é simples: trabalhar como acompanhante de luxo na empresa de sua tia e pagar mensalmente a dívida. Um mês em uma nova cidade com um homem rico, com quem ela não precisa transar se não quiser? Dinheiro fácil. Parte do plano é manter o seu coração selado e os olhos na recompensa. Ao menos era assim que deveria ser...
Em janeiro, Mia vai conhecer Wes, um roteirista de Malibu que vai deixá-la em êxtase. Com seus olhos verdes e físico de surfista, Wes promete a ela noites de sexo inesquecível — desde que ela não se apaixone por ele.
"Mesmo na época em que eu praticava dança contemporânea e fazia performances incríveis, não tinha esse sentimento de realização."

Como a própria sinopse já diz o livro narra a história de Mia Saunders, uma garota que se torna acompanhante por um ano - cade mês com um homem diferente - a fim de conseguir dinheiro para pagar a dívida de seu pai com um agiota.

Mas vamos ser mais específicos, o pai de Mia é um homem que gosta de beber bastante e jogar, com isso acabou pegando dinheiro com um agiota - e ex-namorado da filha - mas não tem problema algum em cobrar da família esse dinheiro da família, a prova disso é que o pai de Mia levou uma surra e está internado em um hospital, e para que ela e a irma não sejam as próximas vítimas depois que o pai estiver morto Mia acaba aceitando se tornar acompanhante, já que essa foi a foma mais rápida que ela encontrou de conseguir um milhão de dólares.

Mia passa a trabalhar em uma empresa de acompanhantes de luxo, mas isso é bem diferente de garotas de programa, a empresa vendem acompanhantes e não sexo. Tudo o que ela precisa fazer e estar bonita o tempo todo e acompanhanr o cara em eventos sociais, jantares, reuniões importantes como uma "namorada troféu" que possa ser mostrada aos outros homens, e consequentemente afastar possíveis interesseiras. Mas caso seja da vontade da acompanhante ela pode fazer sexo com o cara e isso irá lhe render 20% a mais em seu pagamentos, sendo esse valor inteiramente dela, já que a empresa não vende sexo.

Em seu primeiro trabalho como acompanhante Mia conhece Wes, um roteirista bem sucedido, podre de rico e lindo, mas que aceitou ter uma acompanhante a pedido da mãe - ela que escolheu Mia - é fácil perceber a química que existe entre os dois, e mesmo com um contrato é fácil perceber que Wes se preocupa que Mia esteja bem.

A capa do livro remete a cor mais usada pela protagonista - será que as outras capas também? - com uma diagramação simples, o livro é pequeno e fácil de ler, é uma leitura rápida e gostosa. Você pode ficar tão envolvido pela história que só va se dar conta que terminou aquele livro quando chegar na última página.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os direitos reservados @2016 - Programação: Algodão Doce Design