[Resenha] Por um Toque de Ouro - Carolina Munhóz

Título: Por um Toque de Ouro
Série: Trindade Leprechaun
Autora: Carolina Munhóz
Páginas: 272
Editora: Fantástica Rocco
Lançamento: 2015
Nota: 4/5
Skoob
Depois do bem-sucedido O reino das vozes que não se calam, criado em parceria com a atriz Sophia Abrahão, a escritora Carolina Munhóz estreia em vôo solo na Rocco com “Por um toque de ouro”, o primeiro volume de uma série inspirada pelas lendas irlandesas cuja trama tem início no St. Patrick’s Day, o mais importante e celebrado feriado do país. Mistura de fantasia e chick lit, o romance é ambientado na Dublin contemporânea e protagonizado por uma jovem ligada ao mundo fashion que descobre ser herdeira de uma rara linhagem Leprechaun, o que a ajuda a ter sucesso em tudo o que faz, mas também a faz correr constante perigo, já que muitas pessoas têm interesse em se apoderar de seus dons.
"Trazia a vontade de ser a velha Emily de novo, quando era normal dormir com caras que nunca mais veria."

Se tem uma coisa que já estamos acostumados a ver, são histórias que envolvem vampiros, bruxos, fadas, dragões e anjos, mas essa é a primeira que eu vejo se envolver nas maravilhosas lendas dos Leprechauns, afinal, ter sorte demais não é algo muito comum - talvez isso se deva a uma linhagem especial.

Mas ser sortudo não torna as pessoas imunes a conhecerem aproveitadores, já ouvimos muitas vezes que quem tem algo sempre quer mais não é mesmo? Mas essa história normalmente está se referindo a dinheiro, essa é a primeira vez que eu vejo se referir a sorte - mesmo que o livro mostre muito bem que a sorte pode te ajudar a fazer fortunas.

A história é contada ao redor de Emily O'Connell, uma garota irresponsável, egoísta, mesquinha, festeira e completamente ingênua, herdeira de uma fortuna - conquistada pela grife de sapatos e bolsas dos pais - acostumada a ter uma vida fácil, sempre conquistando tudo o que quer. Emily é o tipod e protagosnista de quem é normal sentir raiva no primeiro momento, mas depois você acostuma com jeito dela e começa a aceitar.

O mundo da herdeira dos O'Connell muda quando um acidende acontece e ela começa a ficar sem entender o motivo daquilo, depois vem a descoberta de um estranho desconhecido, Aaron Locky, que a encanta desde o primeiro momento - sem que ela queira admitir isso - mas cada vez se vê mais envolvida pelo americano que parece ser cheio de frases prontas, para no fim descobrir que ele também é um Leprechaun, e com a ajuda dele Emily descobre sua herança mágica assim como sobre controlar seus dons e até mesmo a temível forma de perdê-los.

O livro é tão rico em detalhes que é fácil conseguir se imaginar em meio as duas de Dublin ou Londres, a autora só pecou um pouco ao acrescentar gírias como "bicha má", "tá maluco", coisas que são muito mais brasileiras do que irlandesas e que as vezes fizeram desanimar um pouco com a leitura, ma são pontos fáceis de serem deixados de lado.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os direitos reservados @2016 - Programação: Algodão Doce Design