[Resenha] A Sereia - Kiera Cass

Título: A Sereia
Autora: Kiera Cass
Páginas: 328
Editora: Seguinte
Lançamento: 2016
Nota: 5/5
Skoob
Anos atrás, Kahlen foi salva de um naufrágio pela própria Água. Para pagar sua dívida, a garota se tornou uma sereia e, durante cem anos, precisa usar sua voz para atrair as pessoas para se afogarem no mar.
Kahlen está decidida a cumprir sua sentença à risca, até que ela conhece Akinli. Lindo, carinhoso e gentil, o garoto é tudo o que Kahlen sempre sonhou. Apesar de não poderem conversar - pois a voz da sereia é fatal -, logo surge uma conexão intensa entre os dois.
É contra as regras se apaixonar por um humano, e se a Água descobrir, Kahlen será obrigada a abandonar Akinli para sempre. Mas pela primeira vez em muitos anos de obediência, ela está determinada a seguir seu coração.
"Eu não fazia ideia do que aquilo era, nem de onde vinha, mas sabia que era aquela mesmíssima água que me corria nas veias, misturada com meu sangue, me mantendo viva."

O livro nos apresenta uma versão diferente do conto das famosas sereias, e em alguns momentos - como a parte de não poder falar - me lembrou muito a história da Ariel - aquela mesma da Disney -, só que o decorrer da trama mostrou que o único ponto em comum entre as duas histórias era só essa questão da fala mesmo. Além disso, esqueça tudo o que você achava saber sobre sereias.

Kahlen é uma menina doce, que apesar de ter se transformado em sereia e saber que a Água precisa de algumas vidas - de tempos em tempos - ela nao se sente a vontade com isso, e depois procura saber um pouco mais sobre aqueles que perderam suas vidas no mar.

O livro nos apresenta um romance lindo, de um garoto que consegue se apaixonar e conhecer a fundo uma garota que não pode falar, mesmo que no futuro isso quase lhe custe a vida. Mas o amor deles se mstra tão sincero que é impossível não acreditar que os dois estavam destinados e se encontrarem de alguma forma, que esse amor iria acontecer inevitavelmente.

O único ponto negativo é que esse livro não faz parte de nenhuma saga, cabe aos leitores ficarem com aquele gostinho de quero mais na boca.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os direitos reservados @2016 - Programação: Algodão Doce Design