[Resenha] Redimida - P. C. Cast e Kristin Cast

Título: Redimida
Série: House of Night
Autoras: P. C. Cast e Kristin Cast
Páginas: 384
Editora: Novo Século
Lançamento: 2015
Nota: 3/5
Skoob
Zoey Redbird está em apuros. Tendo dado a pedra da vidência para Aphrodite, e rendendo-se à Polícia de Tulsa, ela se isola de seus amigos e mentores, determinada a enfrentar a punição que merece – mesmo que isso lhe custe a vida. Só o amor das pessoas mais próximas poderá salvá-la da escuridão em seu espírito. Um mal terrível emerge das sombras, mais poderoso do que nunca...
Neferet finalmente se revela aos mortais. Coroando-se Deusa das Trevas, ela está desencadeando o mal e escravizando os cidadãos de Tulsa.
Os vampiros da Morada da Noite aliam-se à polícia, juntando suas últimas forças, mas sabem que nenhum deles é forte o suficiente para vencê-la. Apenas Zoey é herdeira de tal poder... contudo, está incapacitada de ajudar por causa das consequências do uso da magia antiga.
No derradeiro livro da série House of Night, uma batalha épica da Luz contra as Trevas irá decidir quem será redimida... E quem se perderá para sempre.
"Eu me sentia sombria por dentro, mas as pessoas que mais me amavam foram faróis lindos e brilhantes de esperança, e eu fui capaz de encontrar força em sua luz."

Zoey está em apuros - o que não é novidade - depois de ter entregado a sua pedra da vidência para Aphrodite e ter se entregado para a polícia pelo assassinato de dois homens, a novata está disposta a sofrer as consequências por isso, mesmo que lhe custe se isolar de amigos e mentores, podendo vir lhe custar a vida, Zoey acredita que merece que seu corpo rejeite a transformação.

Neferet se mostra mais louca do que em todos os outros livros, ela se alto intitula Deusa das Trevas e está disposta a escravisar todos que não quiserem idolatrá-la, começando por Tulsa, mais especificamente todos que estão no edifício Mayo e assume seus atos publicamente para a polícia de Tulsa.

Percebendo que a força humana será inútil contra Neferet, a polícia de Tulsa se alia aos vampiros da Morada da Noite, para que consigam procurar uma forma de deter a vampira - o que revela amizades inesperadas entre muitos personagens -, mas eles sabem que não são fortes o suficiente para derrotá-la, Zoey é a única que detém esse poder, mesmo ainda não sabendo como lhe dar com a magia antiga.

O livro parece querer mostrar aos leitores que por mais que a protagonista tenha relutado em aceitar isso, ela precisa assumir a consequência por suas escolhas, mas que para as coisas darem certo, é preciso que exista um equilíbrio, mesmo que ele exija um sacrifício.

De forma geral, a ideia para o desenvolver da trama é incrível, muitos personagens foram muito bem criados - em contra-partida temos personagens extremamente desnecessários - e a protagonista em si, está longe de ser das melhores, afinal, ela levou doze livros para amadurecer, deixar de ser aquela adolescente chata que sabia que era especial, mas parecia morrer de medo de assumir qualquer responsabilidade, mostrando que ela realemnte precisava do seu círculo para tudo.

Muitos personagens tiveram a sua personalidade totalmente alteradas - Erik -, não que seja um crime matar personagens, mas sejamos sinceros, muitas mortes poderiam ter ocorrido de uma forma melhor, afinal, o mundo está praticamente acabando e muitos personagens morreram de uma forma bem idiota - Aurox e Thanatos.

Uma personagem que me fez seguir com a série foi Aphrodite, tudo bem que ela parece ter sido criada eplas autoras para ser aquele persoangem odiado por todos, mas teve o efeito contrário, já que é uma das poucas que parece não se importar de falar a verdade mesmo que isso magoe os outros, em muitas vezes ela se mostrou muito mais útil que a própria protagonista

Vamos ser sinceros sobre esse livro, ainda ficaram muitas dúvidas no ar, acho que a no decorrer da série as autoras foram colocand tantas coisas, que elas mesmas se perderam. Mas de forma geral a história terminou bem, é legal ver que o que sobrou do bando de nerds se transformaram em vampiros e querem que tudo mude, sabendo que a ignorância de muitos ou se isolar em algum lugar para não estar tão envolvido com os problemas dos outros não é a escolha certa.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os direitos reservados @2016 - Programação: Algodão Doce Design