[Resenha] Tentada – P. C. Cast e Kristin Cast

Título: Tentada
Série: House of Night
Autoras: P. C. Cast e Kristin Cast
Páginas: 384
Editora: Novo Século
Lançamento: 2010
Nota: 4/5
Skoob
Depois de tanta agitação, Zoey bem que merecia um descanso. Mas não há tréguas na Morada da Noite. Lidar com três caras ao mesmo tempo, novamente, não é um alívio para o estresse, especialmente quando um deles é um guerreiro tão sexy e tão dedicado em protegê-la, que é capaz de sentir suas próprias emoções.
Aphrodite tem novas visões que alertam Zoey para ficar longe de Kalona e de seu obscuro fascínio, mas mostram também que ela será a única com poderes capazes de interromper um mal imortal. Logo se torna óbvio que Zoey não tem escolha: se ela não for ao encontro de Kalona, ele se vingará, e justamente nas pessoas que ela ama. Mas ela terá coragem para fazer o que deve ser feito, a ponto de sacrificar sua vida, seu coração e sua alma?
"Queria continuar sendo a vaca de plantão que um dia seria Grande Sacerdotisa e que, de preferência, dominaria o mundo."

Conseguir afastar o mal de Tulsa, não se significa que as coisas vão ficar mais fáceis. É exatamente isso que vemos nesse sexto livro da série. Depois de terem conseguido afastar o imortal Kalona e Neferet, Zoey e seus amigos resolvem voltar para a Morada da Noite a fim de tentar voltar a ter um pouco de normalidade, em um lugar que sempre foi expremamente agradável para todos eles, mas a escola está bastante mudada e muitas surpresas os aguardam dentro dos muros, e nem todas agradáveis, já que muitos alunos ainda parece estar sobre o encanto de Kalona e  não se mostraram contentes com o sumiço do imortal.

Enquanto isso vemos que cada vez mais a ligação entre Zoey e Kalona está mais forte, o que faz a protagonista acreditar que pode salvar o imortal, que não é tão ruim assim, afinal, muitos personagens que estavam no lado sombrio já escolheram novamente o caminho da Deusa e mudaram completamente, o que deixa Zoey com um pouco de esperança de conseguir salvá-lo.

O livro não apresenta tanta ação como os anteriores, mas teve algumas mudanças na forma como a narrativa estava acontecendo já que nesse volume as autoras arriscaram em começar a contar algumas partes do ponto de vista de outros personagens, o que foi bem interessante já que dava para imaginar o que eles estavam vendo e sentindo naquele momento sem ser pelo ponto de vista da "escolhida" por Nyx, já que esse ponto de Zoey ficar teimando em sempre acreditar no melhor de todos os personagens acaba sendo algo um tanto chato.

Assim como Aphrodite mudou de uma personagem que era facilmente odiada por todos para alguém que passou a fazer parte do círculo de amizades de Zoey e de certa forma passou a se mostrar muito importante para o grupo, Aphrodite tem se mostrado muito mais humana que muitos persoangens, e ela mostra oq uanto as pessoas podem usar máscara para tentar transparecer algo que não são enquanto mascaram seus medos e inseguranças. Em contra-partida temos Erik que deixou transparecer outro lado que até o momento era desconhecido para os leitores da série, já que o personagem se mostrou extremamente ciumento, possessivo, um perfeito canalha o que resultou para que ele perdesse o seu encanto.

O segredo de Stevie Rae pode ter sido o responsável por salvar sua vida, então precisamos dar algum crédito por ela ter escondido dos amigos, mesmo com aquela sensação de que ainda vai acontecer alguma coisa com relação a isso e que provavelmente esse ponto vai ser muito importante para os personagens, e a trama como um todo.

A questão de Zoey com seus inúmeros anmorados ficou bem mais leve agora que Erik saiu da jogada e com isso parou de tentar mostrar que era o macho alfa no relacionamento, Heath vem mostrando que o que ele sente por Zoey vai além da carimbagem e que é resultado do relacionamento deles de anos, e Stark vem se mostrando fiel a Zoey como guerreiro, pode não ficar satisfeito e até um pouco ciumento com algumas coisas, mas isso não o impede de fazer a escolha certa no momento de servir a sua sacerdotisa.

Em grandes partes do livro ele não é agitado, mas seus últimos capítulos compensam já que termina de uma forma intrigante e que deixa o leitor com vontade de começar logo o livro seguinte para saber o que vai acontecer.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os direitos reservados @2016 - Programação: Algodão Doce Design