[Resenha] Simplesmente Ana - Marina Carvalho


Título: Simplesmente Ana
Série: Simplesmente Ana
Autora: Marina Carvalho
Páginas: 304
Editora: Novas Páginas
Lançamento: 2013
Nota: 4/5
Skoob
Imagine que você descobre que seu pai é um rei. Isso mesmo, um rei de verdade em um país no sudeste da Europa. E o rei quer levá-la com ele para assumir seu verdadeiro lugar de herdeira e futura rainha...
Foi o que aconteceu com Ana. Pega de surpresa pela informação de sua origem real, Ana agora vai ter que decidir entre ficar no Brasil ou mudar-se para Krósvia e viver em um país distante tendo como companhia somente o pai, os criados e o insuportável Alex.
Mudar-se para Krósvia pode ser tentador — deve ser ótimo viver em um lugar como aquele e, quem sabe, vir a tornar-se rainha —, mas ela sabe que não pode contar com o pai o tempo todo, afinal ele é um rei bastante ocupado. E sabe também que Alex, o rapaz que é praticamente seu tutor em Krósvia, não fará nenhuma gentileza para que ela se sinta melhor naquele país estrangeiro.
A não ser... A não ser que Alex não seja esta pessoa tão irascível e que príncipes encantados existam.
Simplesmente Ana é assim: um livro divertido, capaz de nos fazer sonhar, mas que — ao mesmo tempo — nos lembra das provas que temos que passar para chegar à vida adulta.
"- Eu não queria estragar nossos momentos com um assunto tão complicado."

É diferente quando vemos lugares que conhecemos serem citados nos livros, não é?! Foi isso que aconteceu comigo ao ler Simplesmente Ana, afinal, o livro retrata lugares que conheço como Belo Horizonte, o Hotel Ouro Minas, a PUC. Confesso que quando fiquei sabendo que esses lugares eram mencionados no livro já tive um certo preconceito, não sei, acho que esperava que o livro não fosse bom e aos poucos eles foi conquistando seu lugar.

Não é difícil se encantar com a história de Ana, uma garota que mora em Belo Horizonte e nunca havia conhecido seu pai, um dia o encontra via Facebook e além de descobrir um cara extremamente amigável que quer ter uma relação com a filha, ela descobre que ele é um rei, e acaba vivendo aquela história de se tornar uma princesa, mas tudo se mostra bem diferente dos contos de fadas, as coisas para Ana passam a ser tudo, menos fáceis, já que ela vai para um país onde não conhece a língua, mas para a sua sorte a maioria das pessoas fala inglês e se mostram bem simpáticos com ela.

Ana foi criada pela mãe e era aluna de um curso de direito, depois que passou da infância parece que nunca parou muito para pensar a respeito do pai, não que isso tenha feito dela uma pessoa insensível ou coisa parecida, ela simplesmente parou de se importar com o fato de não saber tudo sobre as suas origens.

Temos também Alex o príncipe encantado do livro, mas que está mais para um bad boy desconfiado e bem fechado, ao menos no início, é divertido ver como algumas atitudes do personagem deixam Ana fora do sério, mas no decorrer da história é impossível não torcer para que ele e Ana fiquem juntos.

Apesar de esperar um clichê de conto de fadas, a história passou longe disso, talvez por Ana não ser aquela garotinha delicada que precisa ser salva pelo príncipe em todos os momentos, ou pelo modo como a protagonista tratava a situação, como se ela mesma não acreditasse naquilo, e esperasse que fosse um sonho do qual logo iria acordar.

É uma história gostosa de ler, são 304 páginas divididas em 22 capítulos que nos levam um pouco fora daquele mundo perfeito de princesas que sempre são mostrados em filmes, o livro consegue arrancar risadas em vários momentos, sejam em falas da Ana, acontecimentos da história e muitas vezes até nas referências a filmes já conhecidos, é bom ver como a autora soube explorar o lado clichê do romance e dos contos de fadas. Fora isso ainda temos uma capa linda que nos leva diretamente para Perla, mostrando uma princesa um tanto fora dos padrões, mas ainda sim dentro das dependências de seu castelo e seus deveres.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os direitos reservados @2016 - Programação: Algodão Doce Design