Resenha | Atrás do Espelho (Splintered #2) de A. G. Howard

Em O Lado mais Sombrio , a releitura dark de Alice no País das Maravilhas , Alyssa Gardner foi coroada Rainha, mas acabou preferindo deixar seus afazeres reais para trás e viver no mundo dos humanos.

Durante um ano ela tentou voltar a ser a Alyssa de antes, com seu namorado, Jeb, sua mãe, que voltou para casa, seus amigos, o baile de formatura e a promessa de ter um futuro em Londres. No entanto, Morfeu, o intraterreno sedutor e manipulador que povoa os sonhos de Alyssa, não permitirá que ela despreze o seu legado.

O mesmo vale para o País das Maravilhas, que parece não ter superado o abandono. Alyssa se vê dividida entre dois mundos: Jeb e sua vida como humana... e a loucura inebriante do mundo de Morfeu. Quando o reino delirante começa a invadir sua vida real , Alyssa precisa encontrar uma forma de manter o equilíbrio entre as duas dimensões ou perder tudo aquilo que mais ama.

 Série Splintered | Fantasia | 400 páginas | Ano 2014 | Novo Conceito | Skoob 
Lido em 2 dias | Avaliação 4 estrelas
 
 
"Tento refrear o modo como a minha pele reage ao toque dele, atraindo-me em sua direção, como pelos eriçados por uma corrente elétrica."
Alyssa está tentando levar uma vida normal, ela voltou para o mundo mortal, sua mãe está em casa, ela está namorando Jeb e seus planos se resumem em terminar o colégio e se mudar para Londres com o namorado, mas Morfeu não está disposto a deixar a garota abandonar ou esquecer da sua herança intraterrena.

Morfeu começa a povoar os sonhos de Alyssa e chega a aparecer na escola dela disfarçado como um aluno de intercâmbio, quase levando a menina a loucura. Jeb por sua vez não se lembra de nada que aconteceu no país das maravilhas, e a mãe de Alyssa tem muitos segredos escondidos, de sua vida antes de ser mandada para o sanatório. Como se não bastasse tudo isso, a garota ainda tem que lhe dar com a constante ameaça da volta da Rainha Vermelha e da destruição que isso irá causar no país das maravilhas.
"Por mais que eu tente me distanciar das lembranças do Pais das Maravilhas, elas estão sempre presentes, recusam-se a partir."
Alyssa só resolve abraçar os dois lados de quem é quando percebe que a guerra no país das maravilhas pode acabar chegando ao mundo humano, só então ela se vê em uma situação onde não tem outra saída e assume quem é para se tornar a rainha que nasceu para ser.
"O problema é que Morfeu raramente diz a verdade. E ele sempre tem segundas intenções."
Um ponto cansativo desse livro foi a Alyssa e sua constante dúvida se deveria ou não contar a Jeb sobre o país das maravilhas, o que muitas vezes me fez desejar que o livro estivesse sendo narrado por outro personagem. Por mais que Alyssa tenha amadurecido bastante com relação ao livro anterior, ela ainda é uma personagem bastante insegura.
"Compaixão não tem lugar em campo de batalha algum… seja mágico ou não."
Nesse livro podemos ver muitas respostas de pontos que ficaram no ar no livro anterior, descobrimos um pouco dos segredos de Alison - mãe de Alyssa - e o que ela sempre temeu, além de vermos um lado de Alyssa que nunca havia sido explorado.

Vemos que Alyssa finalmente percebe que seu coração nutre sentimentos tanto por Jeb como Morfeu e parte dela quer viver no mundo humano e outra no país das maravilhas.
"Fazemos o que precisa ser feito para proteger aqueles que amamos."


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os direitos reservados @2016 - Programação: Algodão Doce Design